sexta-feira, dezembro 04, 2009

E Daí...?



E DAÍ...? É isso mesmo que presenciei ao passar em frente a um dos templos da IURD. Várias pessoas num compasso rítmico com o "pregador", como se fosse aeróbica, todas sendo a maioria mulheres, vestidas com umas camisetas e com letras bem garrafais escritas assim: " E DAÍ...? " (pena que eu não estava com uma câmera fotográfica).


Atrás do púlpito estava um fogo ardilosamente artificial, e um pregador inescrupulosamente afoito, falando as mais insanas coisas...E todos o acompanhavam levantando as mãos como se fosse um 'clamor'.


Bem, na verdade não parei pra ouvir mais coisas, até porque o que eu vi, foi o suficiente pra pensar e analisar comigo...Que tanta criatividade desse povo...Que tanta apelação humana!


O que mais me chocou na verdade, foi essa expressão (E DAÍ...?) , que no momento fiquei sem entender o sentido da coisa...Que de fato eles estavam pensando quando teve a essa idéia?


E daí o quê ? Essa pra mim, é uma das mais criativas expressões da alma desaforada e da arrogante e impiedosa manipulação religiosa, que faz algo tendencioso maligno, sem se importar com o próximo.


É isso que eles pensam mesmo; e afirmam messianicamente...

E DAÍ...Se a gente pensa em grana mesmo;

E DAÍ...Se o que a gente quer é poder;

E DAÍ...Se gostamos é de barganhas afim de tirar as banhas dos tolos;

E DAÍ...Se temos um líder apóstata que aposta na fé-mercadoria imposta;

E DAÍ...Se temos prosperidade e buscamos isso;

E DAÍ...Se você entra nas nossas campanhas e não recebe o que prometemos, é porque não exerceu a fé dos...(um monte de personagens do Antigo Testamento, escolha uma!);

E DAÍ...Se o negócio aqui dá certo, enquanto muitos ficam nessa historinha de evangelho simples e não ganha nada...

Esse é o pensamento EDAÍista prevalecente nas mentes iurdianas...

A estes, sempre lembrarei no que falou Pedro em sua carta..." E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita. Mas estes, como animais irracionais, que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção..."

Mário Celso



1 comentários:

Pri de Luz disse...

Excelente postagem! Concordo com você, Mário

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails