quinta-feira, janeiro 07, 2010

Fé Sem Domínio, Amor Como Autoridade


"...não que tenhamos domínio sobre a vossa fé, mas porque somos cooperadores de vossa alegria; porquanto, pela fé, já estais firmados." Pregador Dos Gentios

Que segurança desse ministro! Quão salutar é a sua convicção! Convicção essa baseada no amor que há pelas pessoas. Quando se tem o amor nasce o calor da esperança de fé arraigada em corações.Quando existe amor verdadeiro, a reciprocidade de vidas sinceras vem à luz.

O medo é a antítese de tudo isso. Quando o medo reina, outras vidas serão fundamentadas no pavor. A incerteza cria domínio em corações. Percebemos por muito tempo a Dominação de fiéis que se transformaram em marionetes de seus dominadores. Tudo isso pela falta do amor despretensioso. A religiosidade fria e mórbida é capaz de transformar autoridade espiritual em autoritarismo.

Há uma diferença abismal entre autoridade e autoritarismo. A autoridade selada no amor traz vínculos de afetuosidade,carinho e respeito. O autoritarismo gera nas almas humanas todas as mazelas decorrente da insegurança. E por causa disso muitos desistiram da fé...Abortaram-na no meio do caminho.

Para o apóstolo dos sofrimentos, a alegria de ter filhos na fé, gerava nele um sentimento entranhável, termo esse bastante usado em suas cartas. Partia das entranhas do seu ser no qual solidificava a fé na vida dos seus filhos espirituais...

Hoje, a Igreja clama por ministros assim...De entranháveis afetos sem autoritarismo, mas conscientes de uma fé que está arraigada em corações alegres.

Reflita isso!

Mário Celso


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails