sexta-feira, dezembro 18, 2009

Intelectualóide à Cachorro


Mário Celso

A bola é lançada a uma certa distância, então o bobo e brincalhão cachorro se lança rapidamente com todas as forças afim de agradar o seu o dono, não importando se cai em buraco, barranco ou água...Assim são os intelectualóides que passam horas e horas com todas as suas racionalizações de pensamento na decoreba de fórmulas frasais científicas e previamente armadas na cabeça na tentativa de agradar o seu dono-O seu EU. Não importa quão distante a bola da vez (questionamentos) é arremessada...A sua perspicaz e indolente pseudo ciência se lança na expectativa de ser o melhor, não importando as diretrizes do bom senso.

Se cachorros aparecem na área, latidos e mais latidos serão ouvidos numa disputa ferrenha de ferocidade e de grandeza canina...Assim os intelectualóides exprimem suas verborragias na certeza de que serão invictos em todas as discussões. O seu latido pensamento incontido será o mais amedrontador possível para ridicularizar e menosprezar os outros.

Digo sem medo de errar; a sociedade e porque não a "igreja" brasileira está cheia de intelectualóides que espreitam e espremem as mentes do fiéis, de forma que toda expressão de pensamento deles tem como função a delimitação e até a proibição da faculdade mental dos seus seguidores.

Siga portanto o livre pensamento com todas as sua expressões sóbrias para o aperfeiçoamento individual e coletivo...

Que Deus nos livre dos intelectualóides igrejeiros




0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails